Praticamente uma ditadura
Após um policial empurrar um jovem de uma ponte no rio Mapocho, mães em Santiago se revoltam e fazem protesto contra o governo de Sebastián Piñera.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Protesto - La Moneda
Protesto desta segunda (05) em frente à sede do governo, Palácio La Moneda. | Foto por: reprodução.

Um grupo de mães de jovens duramente agredidos nos últimos dias em manifestações no Chile, realizaram um protesto em frente ao palácio La Moneda, sede do governo em Santiago, na manhã desta segunda (05). A manifestação pedia a saída do chefe de polícia (carabineiros), Mario Rozas, por conta de uma tentativa de assassinato por um policial que, ao agredir manifestantes na última sexta (02), arremessou um adolescente de 16 anos de uma ponte no rio Mapocho, o qual ficou com graves ferimentos.

Com cartazes que diziam “Lá estão eles, são eles que matam sem motivo” o protesto também pedia o fim da violência Estatal, do governo de Sebastian Piñera e de Victor Pérez, ministro do interior comandante das forças policiais, responsável por massacrar manifestantes, com disparos de balas de borracha no rosto, sessões de espancamento em vias públicas, sequestros de jovens, prisões sem qualquer motivação e assassinato de diversos manifestantes nos últimos meses.

Protesto desta segunda (05):

 

Vídeos que mostram o jovem sendo empurrado da ponte:

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas