Intolerância
Após a menina de 12 anos ter passado por ritual no candomblé, em que é necessário que o religioso raspe a cabeça, a mãe da menina perdeu a guarda da jovem
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
candomble
Ritual do Candomblé | Foto: Reprodução

Após a iniciação ritual do candomblé feita por jovem de 12 anos, a mãe da menina perdeu sua guarda, que foi transferida para a avó materna da menina. A mãe teria recebido denuncias de maus tratos, lesão corporal e abuso sexual para com a menina, o que não foi comprovado por nenhum exame.

As denuncias teriam partido da avó da jovem e de outros familiares que são evangélicos, que receberam ajuda do Conselho Tutelar da cidade para denunciar o ocorrido para a promotoria, que acabou por tirar a guarda da mãe.

Trata-se de intolerância religiosa por parte do estado, o que demonstra como esse estado não tem preocupações em cumprir leis, sejam elas quais forem, em benefício da população.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas