Eleições na Venezuela
O presidente da Venezuela, denunciou uma tentativa de assassinato no dia das eleições parlamentares no país, e culpou Ivan Duque por orquestrar o crime
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Nicolás-Maduro-Marcelo-Garcia-Venezuela-Presidency-AFP
Nicolás Maduro, Presidente da Venezuela | Foto: Marcelo Garcia / Presidência da Venezuela / AFP / CP

Nesta terça-feira (8) o presidente venezuelano Nicolás Maduro, denunciou um plano para assassina-lo. De acordo com Maduro, o plano era mata-lo durante as eleições parlamentares que ocorreram no domingo (6). O presidente da Venezuela, também disse que o presidente da Colômbia Iván Duque estaria por trás da iniciativa.

De uma fonte muito confiável da inteligência colombiana, (soubemos) que eles estavam preparando um ataque para me assassinar no dia das eleições”, declarou o chefe de governo venezuelano durante entrevista coletiva em Caracas.

Por esse motivo, Maduro mudou a seção eleitoral onde votaria no domingo, e segundo ele foram tomadas todas as precauções para o possível ataque. E que o assunto está sendo investigado.

“Da casa de Nariño, Iván Duque participou dos planos de me assassinar no dia das eleições” denunciou o presidente Nicolás Maduro.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas