Maduro denuncia que EUA preparam um golpe de Estado contra a Venezuela

NICO

Caracas, AVN – O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, denunciou neste domingo que nos Estados Unidos (EUA) está sendo preparado um golpe de Estado contra a Venezuela.

Após exercer seu direito ao voto para eleger vereadores dos Conselhos Municipais, Maduro afirmou que nos próximos dias fará uma coletiva de imprensa para explicar com mais detalhes a conspiração que existe na Casa Branca.

“Hoje está em marcha, e coordenam na Casa Branca, uma tentativa para perturbar a vida democrática da Venezuela e tentar um golpe de Estado contra o regime constitucional democrático e livre que há em nosso país”, manifestou.

“Eu vou dar uma coletiva de imprensa nestes dias para dar detalhes da conspiração que vem da Casa Branca”, destacando que os jornais New York Times e Washington Post têm dados precisos sobre esta conspiração, como a ocorrida em março deste ano e neutralizada pelo governo venezuelano.

Maduro disse que apesar das conspirações e acusações sobre uma suposta ditadura no país, o povo venezuelano segue sendo  soberano e é o único que, exercendo seu direito ao sufrágio, escolhe seus deputados, vereadores, legisladores, governadores, prefeitos e presidente.

Ele destacou que desde o último pronunciamento do lider da Revolução Bolivariana, Hugo Chávez, em 8 de dezembro de 2012, foram realizadas nove eleições no país.

Entre elas, duas eleições de governadores, duas de presidente, duas para prefeitos, uma para a Assembleia Nacional, uma para a Assembleia Nacional Constituinte e uma para Conselhos MunicipaIs.

O mandatário disse que nos últimos 16 meses, após as ações violentas promovidas por setores da direita e que duraram 120 dias, foram realizadas cinco eleições, que garantiram a paz no país, derrotando a “guarimba” promovida por setores violentos da oposição.

Maduro também saudou e parabenizou os reitores, trabalhadores e técnicos do Conselho Nacional Eleitoral (CNE), e os membros da Força Armada Nacional Bolivariana pela realização da votação em total tranquilidade.