EUA quer Maduro morto
Nicolás Maduro denuncia a participação de Ivan Duque na elaboração de um plano para assassiná-lo
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
maduro 2
Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro | Reprodução
maduro 2
Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro | Reprodução

Nesta terça-feira (08), Nicolás Maduro, presidente da Venezuela, denunciou o plano para assassiná-lo durantes as eleições parlamentares. A operação foi planejada para acontecer em local e horário específico. Por isso, o presidente Maduro foi obrigado a transferir seu local de votação, habitualmente em Catia (oeste de Caracas), para um Complexo Militar de alta segurança. O presidente venezuelano afirmou que Ivan Duque, presidente colombiano, participou da elaboração do plano direto da Casa de Nariño, Palácio do Governo da República em Bogotá. O governo fascista da Colômbia tem sido o mais importante aliado do imperialismo norte-americano no plano de varrer o governo chavista da Venezuela.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas