Luta contra o imperialismo
Segundo o presidente do país caribenho, o alto funcionário do governo norte-americano está “em turnê” para angariar votos, às custas da guerra com a Venezuela
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Brazil's Foreign Minister Ernesto Araujo observes as U.S. Secretary of State Mike Pompeo speaks during a news conference at Itamaraty Palace in Brasilia, Brazil January 2, 2019. REUTERS/Ricardo Moraes
Mike Pompeo, com Ernesto Araújo, ministro bolsonarista das Relações Exteriores | Foto: Ricardo Moraes/Reuters

Nicolás Maduro, o presidente venezuelano, declarou à estatal VTV que a visita do secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, aos países fronteiriços com a Venezuela na América do Sul seria uma “turnê de guerra” contra a Venezuela, que “fracassou”.

Ele denunciou o fato de que Mike Pompeo está visitando países como Brasil, Colômbia, Suriname e Guiana, para agitá-los em favor de uma guerra contra a Venezuela, com a qual todos estes países fazem fronteira. Ele afirma o compromisso de seu governo com a paz, mas faz um apelo às Forças Armadas para que estejam prontas para qualquer provocação:

“Na Venezuela somos feitos para a luta, para a resistência, para a força espiritual, a Venezuela nunca se renderá!”

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas