Maduro chama os militares para defender a Venezuela ante às ameaças de invasão pelos EUA

maduro

Da redação – Ante à constante ameaça de invasão das forças armadas norte-americanas na Venezuela, sob o pretexto de zelar pela “segurança nacional”, o Presidente Nicolás Maduro, resolveu esclarecer mais uma vez que não aceitará qualquer atentado à soberania da Venezuela, e conclamou os militares venezuelanos a “não baixarem a guarda nem por um segundo”. Durante um ato público, o líder explicou que “uma intervenção militar do império americano não será jamais uma solução para os problemas da Venezuela”, e destacou que as forças armadas venezuelanas devem ter “máxima moral” e “máxima disciplina”, além da “responsabilidade de estar preparada para defender o território nacional em qualquer condição”.

Desde que assumiu o comando dos Estados Unidos, em janeiro de 2017, o Presidente Donald Trump tem adotado uma postura golpista com relação ao governo da Venezuela, aplicando sanções contra funcionários e empresas venezuelanas, e tomando iniciativas no sentido de suspender a Venezuela da Organização dos Estados Americanos (OEA).