Maduro: 1,6 milhões de venezuelanos estão treinados nas milícias populares contra invasão dos EUA

venezuela (1)

Da redação – O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, declarou nesta segunda-feira (17) que a milícia popular bolivariana conta com 1,6 milhões de trabalhadores e deixou claro que sua principal tarefa é “defender” o território nacional das agressivos do imperialismo norte-americano e seus governos capachos. Neste último período, a Venezuela vem enfrentando uma ofensiva do Brasil e da Colômbia, ambos países onde os EUA organizou golpes, infiltrando agentes e vem, através desses, realizando afirmações agressivas contra o povo venezuelano que elegeu Maduro com 9 milhões de votos.

“Dei uma ordem (…) para em um ano para chegarmos a um milhão de milicianos e (…)foi alcançado em tempo recorde de oito meses”, disse Maduro em uma cerimônia no pátio da Academia Militar na frente de centenas de milicianos com rifles nos ombros em abril, quando haviam quase 400 mil pessoas treinados nas milícias populares.

Maduro afirmou ainda, que seus oponentes tentaram assassiná-lo e que ainda estão articulando atentados para impor uma ditadura no país. Denunciou também as sanções dos Estados Unidos como a fonte dos cinco anos de recessão da economia local.