Menu da Rede

Antônio Carlos Silva

Contra o fascismo

Lutar pelo futebol popular é lutar contra toda a direita

É preciso defender de maneira incondicional e irrestrita as torcidas organizadas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

A classe média – de esquerda e de direita, cada uma a seu modo – tem reproduzido já há muito tempo uma campanha difundida pela burguesia contra as torcidas organizadas. As massas de torcedores seriam despolitizadas, “alienadas pelo futebol”, violentas. Mais recentemente, essa campanha ganhou novos adjetivos: os torcedores seriam monstros homofóbicos, machistas e outras coisas parecidas.

Os que acusam os torcedores de tudo isso estão jogando água no moinho da direita que quer censurar, reprimir, perseguir e extinguir as torcidas organizadas.

A presença de algumas torcidas organizadas e torcidas antifascistas em atos contra o governo Bolsonaro e os bolsonaristas que aconteceram nos últimos dias voltaram as atenções para essas organizações, até então consideradas “despolitizadas”. A esquerda pequeno-burguesa passou a bajular as torcidas como grandes exemplos de luta, o que é verdade, mas revela a propensão para a demagogia dessa esquerda que se colocou sempre que pôde contra o futebol e os torcedores.

Há claramente uma tendência de mobilização entre as torcidas, que são compostas em sua maioria por trabalhadores e filhos da classe operária. Essas organizações podem inclusive se transformar em um instrumento de mobilização geral da classe operária.

Esse perigo para a burguesia é o que explica os anos de perseguição contra as torcidas organizadas e a campanha ideológica contra elas, que a classe média reproduz. A burguesia não quer os trabalhadores organizados, nem para o futebol.

É tarefa de toda a esquerda que esteja realmente a favor de derrotar Bolsonaro e todo o golpe de conjunto estar lado a lado com esses torcedores. Mas, mais do que isso, é preciso levantar um programa de luta para as torcidas, tão esmagadas pela direita.

É preciso mostrar que a defesa do direito de torcer, de ir aos estádios sem ter que pagar ingressos com preços absurdos, a luta contra as proibições ilegais de levar bandeiras e faixas para as arquibancadas, em suma, a luta pelo direito de existência e a sobrevivência das torcidas passa por derrotar a direita; não apenas a direita bolsonarista, que defende abertamente a repressão policial contra os torcedores, mas a direita tradicional, o PSDB, o DEM, o PMDB e todos os partidos burgueses que são inimigos do futebol.

Os fascistas, Bolsonaro, Major Olímpio, Fernando Capez, João Doria e tantos outros da mesma laia são inimigos declarados das torcidas organizadas. Eles não querem o povo frequentando os estádios e não querem o povo se manifestando nas ruas.

Lutar contra o fascismo e o golpe é lutar pelo futebol popular. Lutar pelos times do coração é lutar contra os capitalistas que parasitam esses clubes.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores
O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Cultura

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.