Menu da Rede

Antônio Carlos Silva

Contra o imperialismo

Lutar contra o futebol moderno é defender o futebol brasileiro

O futebol arte brasileiro contra o futebol europeu, eis a luta contra o domínio dos capitalistas no esporte mais popular do mundo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Existem dois comportamentos dominantes na esquerda sobre o futebol. O primeiro é o de considerar o futebol como o “ópio do povo”, coisa de alienado. Um desprezo pela cultura do povo. Uma segunda posição é de companheiros que, embora apreciem o futebol, são influenciados pelos primeiros e acabam apresentando posições confusas sobre o futebol.

Uma das principais defesas é a luta contra o chamado “futebol moderno” que é identificado com o futebol dominado pelos capitalistas.

O que não se compreende é o conteúdo real dessa luta. O futebol moderno é identificado apenas em suas características mais superficiais. Os ingressos caros nas arenas, os milhões envolvidos nos campeonatos e patrocínios etc. 

O fundo da questão, porém, é normalmente ignorado. A questão do chamado futebol moderno está relacionado com a luta contra o imperialismo. A luta real que existe se dá entre os povos dos países atrasados, que no caso da América do Sul dominam o esporte, e os países europeus. Essa é a luta de fundo contra o futebol moderno.

Nesse sentido, se enganam os companheiros que identificam o futebol brasileiro e a Seleção com o futebol moderno e se colocam frontalmente contra ela. Com isso acabam, sem perceber, se colocando ao lado dos defensores do futebol moderno.

O futebol brasileiro, por toda a história que não nos cabe contar no detalhe, é o principal bastião da luta contra o futebol moderno europeu. Por isso, a defesa incondicional do futebol brasileiro deve ser um princípio de todos aqueles que dizem lutar contra o futebol moderno.

Alguns objetam que a Seleção Brasileira não representaria o futebol arte brasileiro. Isso é falso. Uma boa analogia para explicar isso é a dos sindicatos. Por exemplo, um sindicato dominado por uma burocracia direitista, pelega e patronal não deixa de ser a representação dos trabalhadores apenas por sua direção. Ou seja, não é porque a CBF está dominada por verdadeiros canalhas que deveríamos abdicar de defender a Seleção como expressão maior de nossa cultura popular.

Cabe ainda outro exemplo. Um torcedor não deixa de torcer pelo seu clube porque a diretoria é dominada por cartolas safados. Se fosse assim, simplesmente não deveríamos torcer para nenhum time.

É preciso, tanto no caso dos clubes como no caso da CBF e da Seleção, defender uma política que defenda os interesses reais do povo. Isso passa por defender que clubes e CBF sejam de fato a expressão dos torcedores. Para isso, defendemos o controle popular do futebol, através das organizações independentes do povo, ou seja, os torcedores organizados.

Quem diz lutar contra o futebol moderno mas não defende o futebol brasileiro e seus jogadores não está fazendo nada mais do que contribuir para o próprio futebol moderno, ou seja, o domínio do imperialismo europeu no esporte.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores
O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Cultura

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.