Lula, que deveria ser candidato, nem poderá votar: Justiça golpista nega recurso

BRAZIL-POLITICS-CORRUPTION-LULA DA SILVA

Da redação – Tribunal Regional Eleitoral do Paraná negou, nesta terça-feira (2), recurso de Lula para votar no próximo domingo. Em mais uma etapa do processo antidemocrático das eleições de 2018, a Justiça Eleitoral segue caçando os direitos políticos e constitucionais do presidente Lula, cumprindo à risca a cartilha do Golpe de Estado. Age de maneira arbitrária, contrariando a legislação do próprio TSE que rege este caso e define que somente os presos com condenação criminal transitada em julgado (sem hipóteses de recursos) é que perdem o direito político do voto. A realidade é que Lula, que deveria ser candidato, nem sequer poderá votar.
O interessante é observar como o judiciário brasileiro pode funcionar rapidamente, de acordo com seus interesses. Na tramitação do processo de condenação do ex-presidente Lula pelo caso do triplex houve tempo recorde, porém, na execução dos prazos cabíveis para garantir o direito democrático ao voto para Lula, solicitado no tempo certo, a Justiça Eleitoral não move um dedo.
Cabe ao povo e à esquerda denunciar essa total arbitrariedade e completa censura aos direitos democráticos, prática comum que a burguesia está implantando no país através do judiciário golpista que reforça, a cada manobra, a fraude eleitoral que está montada.