Menu da Rede

Direita nos atos, uma manobra para eleger João Doria

Dia 19

Lula no ato para fortalecer as mobilizações e a vitória popular

Para impulsionar a alternativa dos trabalhadores diante da politica criminosa de Bolsonaro e de toda a direita

Lula em ato contra o golpe na Av. Paulista – Foto: Reprodução.

Jornais e sites da imprensa burguesa e também da esquerda, divulgaram no dia de ontem que o ex-presidente Luiz Inácio Lula  da Silva avalia participar dos atos convocados para o próximo dia 19, por vacina, auxílio emergencial e Fora Bolsonaro, que devem levar às ruas centenas de milhares de pessoas, expressando a imensa revolta popular contra a catástrofe que Bolsonaro e toda a direita provocaram no País, levando à morte mais de meio milhão de brasileiros e fazendo o País bater seguidos recordes de desemprego, fome e miséria.

Na semana passada, Lula já havia se posicionado a favor das mobilizações, apontado corretamente que

“Somente o povo pode resolver o problema da ingovernabilidade do Bolsonaro”

A participação de Lula ajudaria a sepultar a politica reacionária, que dominou a esquerda por mais de um ano, de acompanhar a orientação da direita do “fique em casa” e, de fato, “morra sem lutar”. Política que levou a maioria da esquerda e à burocracia sindical a fecharem até mesmo as sedes dos sindicatos, partidos e milhares de entidades de luta, enquanto milhões de trabalhadores saíam todos os dias de casa para trabalhar ou procurar emprego e se enfrentarem com a política criminosa dos patrões e dos seus governos de deixar o povo morrer e não adotar – de fato – nenhuma medida de combate efetivo à pandemia.

Essa política foi ferida de morte com os mais de 200 atos de 29 de maio que levaram mais de 200 mil pessoas às ruas contra Bolsonaro, e alteraram qualitativamente a situação política em favor da esquerda, abrindo caminho para um processo de luta que pode levar, inclusive, à derrubada do governo.

Segundo se divulgou, Lula  teria dito a interlocutores que ainda estaria analisando se participa de alguma manifestação presencialmente ou se vai se pronunciar nas redes sociais.

No PT e na esquerda de um modo geral, há setores – como o PCO – que defendem a participação de Lula nos protestos por sua liderança e capacidade de impulsionar ainda mais as mobilizações. E há outros setores que não querem que ele participe, justamente porque não querem impulsionar os atos de rua e a mobilização popular como a principal arma do povo trabalhador para “resolver o problema” – como afirmou Lula – mas pretendem que a saída da esquerda seja buscada por meio de acordos com a direita golpista, ou seja, apontam para uma perspectiva de conciliação e capitulação com os setores que deram o golpe que derrubou a presidenta Dilma, articularam a condenação e prisão ilegal de Lula e aprovaram – juto com Bolsonaro e toda a direita – todo tipo de ataques aos trabalhadores no últimos anos.

As gigantescas manifestações do dia 29, quando o povo furou o bloqueio da maioria das direções da esquerda e saiu às ruas, colocaram o governo Bolsonaro em risco e deram um duro golpe nessa direita tradicional, que defendeu o “fique em casa” e quer que o povo espere pelas “soluções” que seriam criadas no interior do próprio regime golpista, o que não vai acontecer.

A participação ativa de Lula na mobilização pode ser decisiva para jogar por água abaixo essa manobra da direita. O esquema que alguns setores buscam articular  para colocar a esquerda popular a reboque de uma direita sem nenhuma popularidade é inviável com a presença de Lula. Tal manobra só poderia ser bem sucedida se a situação tivesse se mantido como estava, ou seja, sem mobilização de rua e sem Lula.

Por isso os jornais da burguesia, e toda a direita, veem com muito receio a participação de Lula nos atos.

Lula é uma arma poderosa no sentido da mobilização dos trabalhadores, capaz de levar uma multidão ainda maior às ruas e reforçar a ideia de que é pelo enfrentamento e derrota da direita que os explorados e suas organizações vão avançar no sentido de conquistar as necessidades mais sentidas do povo trabalhador e abrir caminho para impedir as articulações golpistas que Bolsonaro e toda a direita estão tramando.

É preciso reforçar as reivindicações populares e o caráter esquerdista das manifestações. Quanto menos confuso o ato, melhor para a esquerda. E a presença de Lula é chave para isso.

Lula é o candidato da esquerda e o mais popular do País. Esse é o medo da burguesia, que sabe que a presença de Lula nas manifestações será um golpe definitivo em suas pretensões de controlar o movimento. As frentes e organizações populares que convocaram o ato já lançaram seu convite a Lula para que ele participe do ato.

Que Lula venha para os atos. Sua presença é urgente e fundamental para o desenvolvimento da mobilização que, quanto maior e mais combativa, pode apressar a saída que interessa aos trabalhadores diante da crise.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores
O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Cultura

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.