Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

Na quarta-feira (21), Lula  estará em Minas Gerais para denunciar a perseguição política exercida pelos golpistas contra ele. O ex-presidente irá ao Expominas, além de visitar o assentamento do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) nas terras do milionário Eike Batista.

Por mais que o clima das eleições desse ano coloquem como pretexto aos atos em MG a pré-candidatura à presidência, de fato, diante da conjuntura atual, tratam-se na verdade de atos contra o golpe, que denunciam a perseguição política ao maior dirigente popular da América Latina, e portanto tem o sentido de denunciar a tentativa de colocá-lo entre as grades.

Toda a militância contra o golpe deve participar do ato e levantar as bandeiras de luta contra a prisão de Lula, ponto central da luta contra o golpe no momento; a recente intervenção no Rio de Janeiro, segundo estado mais importante do país, e ofensiva da burguesia durante o carnaval comprovam que a burguesia está com medo da reação popular à prisão do líder popular, e por isso montaram uma estratégia para efetivar seu plano. Sendo assim, a esquerda precisa ainda mais aumentar a luta em torno da defesa dos trabalhadores e de suas lideranças contra a perseguição política dos golpistas.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas