Siga o DCO nas redes sociais

Lula: “eu acho que Moro deveria ser exonerado”

Em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo divulgada nessa quinta, 01/03, o ex-presidente Lula teceu vários comentários acerca do processo em que foi condenado a mais de 12 anos de prisão, supostamente por ter recebido como propina da OAS, para beneficiar a empreiteira em contratos com a Petrobras, a propriedade de um apartamento triplex na praia de Guarujá, em São Paulo.

Diante da escandalosa condenação absolutamente sem provas, Lula não se fez de rogado e defendeu abertamente que Moro e os desembargadores “mereciam ser exonerados a bem do serviço público”, porque a operação toda foi uma farsa: “houve mentira na denúncia pela imprensa, no inquérito da Polícia Federal, na acusação do Ministério Público Federal, na sentença do Moro e na confirmação do TRF4”.

Em um outro momento, Lula deixou implícito a “proximidade do Ministério Público com a Secretaria de Justiça do EUA”, ao sugerir que a viagem de Moro aos Estados Unidos para receber o prêmio da Câmara de Comércio Brasil-EUA, guarda interesses muito além da concessão de um mero prêmio.

Lula está absolutamente correto na denúncia que faz da vinculação do golpe de Estado no Brasil com o governo de Estado norte-americano. Os arquitetos da absoluta quebra de um mínimo Estado de Direito existente no país, para permitir a execução de toda a farsa da Lava Jato, do ‘combate à corrupção’, não foi gestada aqui.

Moro, o Ministério Público, a Polícia Federal, sequer são aprendizes de feiticeiro. Na realidade, são meros funcionários do imperialismo levados ao picadeiro pelo insidioso braço da propaganda imperialista no Brasil, as organizações Globo, acobertados pelas forças armadas e pelos três poderes subservientes, típico de um país colonizado.