CUT presente em Curitiba
Vice-presidente da CUT, Wagner Freitas lembra que Lula foi preso para que o projeto neoliberal fosse posto em prática
0 Shares
WhatsApp Image 2019-10-27 at 15.06.05
Vice-presidente nacional da CUT. Foto: Ricardo Stuckert |

Da redação – O grande ato nacional pela liberdade de Lula reuniu diversos nomes importantes da esquerda brasileira, dentre eles, Wagner Freitas, vice-presidente nacional da CUT, a maior central sindical da América Latina  e a 5º maior do mundo. Diante do atual cenário, que reúne uma série de ataques por parte da direita contra o povo brasileiro, Wagner Freitas afirma que “Lula tá preso porque o projeto que foi eleito no Brasil de Guedes e Bolsonaro é a mesma coisa que tem no Chile, e não seria eleito esse projeto se Lula fosse candidato, porque ele iria ganhar essa eleição”. É evidente que Lula foi retirado das eleições de forma ilegal para que os golpistas entregassem o Brasil nas mãos dos grandes capitalistas, que se sustentam com as políticas neoliberais de esmagamento da população pobre.

O presidente da CUT ainda lembra da importância da anulação dos processos fraudulentos de Lula: “Nós queremos Lula inocente, livre, o nosso presidente, queremos Moro na cadeia, Dallagnol na cadeia, Bolsonaro na cadeia, todos esses que vieram para tirar os direitos do povo”. Essa fala mostra o quanto a população tem cada vez mais certeza de que Lula é um preso político, vítima das falcatruas da burguesia puxa-saco do imperialismo.

Confira a entrevista de Wagner Freitas para a Causa Operária TV:

Relacionadas