Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
lula sao bernardo
|

A recusa do ex-presidente Lula em se valer do direito ao regime de progressão por ter cumprindo 1/6 de sua pena a partir de setembro próximo, por ter “ganho como propina” um apartamento que nunca foi dele, já começa a incomodar muitos setores tanto à esquerda como à direita.

O fato de incomodar a direita, em si, já é um atestado de que a posição de Lula está absolutamente correta. Lula é o preso político que atesta de maneira cabal o golpe de Estado no Brasil e, nesse momento, a fraude e a manipulação que permitiram a sua condenação e prisão estão absolutamente confirmadas por PROVAS concretas. Tudo aquilo que foi afirmado pelo pelo ex-presidente e apresentado por seus advogados nas peças de defesa foram comprovadas pelas publicações do site Intercept com a reprodução das conversas entre os mafiosos da Operação Lava-Jato e do Ministério Público.

A não anulação do processo de Lula, uma questão elementar em qualquer país em que suas instituições judiciárias respeitem os mínimos direitos democráticos da população e que em tese estão salvaguardadas na Constituição brasileira de 1988, reforçará a denúncia do estado de exceção imposto pelo golpe no Brasil.

É bem provável que esse seja um dos dilemas dos golpistas no Brasil. Estamos diante de pelo menos duas questões. Como apresentar uma aparência de legalidade institucional com a condenação farsa de Lula ? De um outro ponto de vista, como diminuir a polarização política do País e que tem em Lula um elemento chave, sem admitir a  sua inocência e ao mesmo tempo passar a ideia de que Lula é um condenado que se valeu da lei para progredir sua pena para o regime domiciliar, permitir a campanha da imprensa venal brasileira de que Lula de fato é corrupto, saqueou o Brasil:  “vejam as tornozeleiras que atestam que é um condenado. Só está em prisão domiciliar porque isso está na lei! “.

Lula está absolutamente correto. Eles (os golpistas) que respondam por seus crimes. O “sonho” do golpe é transformar Lula em um ícone. Uma figura que saiu da cena política e que faz parte apenas da história, um ser de tipo religioso que atraia multidões em torno da sua figura. Em outras palavras, querem enterrar Lula vivo.

Que a direita almeje isso, muito que bem. Mas a tentativa de neutralizar a polarização política no País encontra respaldo dentro da própria esquerda. Lula em Curitiba é um preso político. Lula em seu apartamento em São Bernardo é um mero “conselheiro” que os políticos vão tomar a benção para usar as fotos em seus santinhos de eleição.

Novamente se coloca para o Partido dos Trabalhadores a atitude que deve ser seguida diante da questão fundamental do golpe, o próprio Lula. Pelo menos em outros dois momentos cruciais o PT se apequenou: em São Bernardo no final de semana de 06 e 07 de abril de 2018, ao acatar o cumprimento da ordem de prisão contra o ex-presidente e, depois, ao enterrar a campanha do próprio Partido em torno da palavra de ordem de que “eleições sem Lula é fraude” e se submeter ao jogo dos próprios golpistas.

Por enquanto a palavra está com Lula. Lula está certo: cancelamento de todos os processos ou nada!

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas