Pandemia
“A verdade é uma só, e não se pode fugir dela: a vacina é um direito de todos, e a vacinação é um dever do Estado”, disse o ex-presidente.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
ex-presidente-luis-inacio-lula-da-silva-concede-entrevista-na-policia-federal-em-curitiba-1569873386486_v2_1920x1279
Lula durante julgamento | Foto: Reprodução

Em carta divulgada nesta quarta-feira (11) na Folha o ex-presidente da República, Luis Inácio Lula da Silva, critica o fato de Bolsonaro comemorar a morte de um participante do teste com a vacina Coronovac do Instituto Butantan de São Paulo.

“A comemoração de Bolsonaro é uma demonstração clara da sua decisão política: negar ao nosso povo o único instrumento capaz, juntamente com o isolamento social, de frear uma pandemia que já matou mais de 160 mil brasileiros e infectou mais de 5 milhões.”, declarou.

O ex-presidente conclama setores da sociedade a se mobilizarem contra a incapacidade do governo brasileiro de lidar com a pandemia e a questão da vacina.

“É urgente e inadiável, portanto, uma ampla mobilização nacional de cientistas, médicos e demais profissionais de saúde. De governadores, prefeitos, agentes da vigilância sanitária, pesquisadores e técnicos da Fundação Oswaldo Cruz e do Instituto Butantan. Do Congresso Nacional, da imprensa e da sociedade como um todo. Não podemos permitir que a vacinação se transforme em uma guerra, como deseja Bolsonaro. Uma guerra contra o povo brasileiro, que serão sem dúvida a sua principal vítima.”, completou.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas