Siga o DCO nas redes sociais

Lotar Curitiba no dia 14 de setembro pela liberdade de Lula!
IMG_0392
IMG_0392

Vamos agitar Curitiba de novo, como fizemos no 1º de Maio do ano passado. Tem caravanas de ônibus e outros veículos saindo de todo lado do País para lotar a capital paranaense no dia 14 de setembro, em um ato monstro contra o golpista Bolsonaro e em defesa da liberdade do ex-presidente Lula, que é preso político há mais de 500 dias, por obra de um processo fajuto liderado pelo atual ministro da Justiça, Sérgio Moro, que ganhou o cargo atual como prêmio por ter fraudado o processo eleitoral e arruinar as empresas brasileiras, como preposto dos interesses norte-americanos em nossa colonização.

Procure já perto da sua casa, perto da sua cidade, em qualquer estado do Brasil, onde pegar carona com a caravana mais próxima para estar em Curitiba no dia 14 de setembro, um sábado.

Vários atos regionais estarão acontecendo até lá, para aglutinar os militantes com foco no ato maior. O PCO está propondo a realização de atos regionais em pelo menos 30 cidades do País. Diante da crise do governo fraudulento de Jair Bolsonaro, das novas revelações da Lava Jato, que escancaram que Lula é um perseguido político, é necessário intensificar a mobilização para libertá-lo, a essa altura, o mais importante preso político do mundo.

Os atos regionais estão agendados para acontecer nos seguintes estados e cidades: SÃO PAULO: São Paulo, Campinas, Embu das Artes, Araraquara, Ribeirão Preto, São José do Rio Preto, Assis, Marília, Bauru; PARANÁ: Curitiba e Londrina; SANTA CATARINA: Florianópolis e Blumenau; RIO GRANDE DO SUL: Porto Alegre; RIO DE JANEIRO: Rio de Janeiro e Volta Redonda; MINAS GERAIS: Belo Horizonte; DISTRITO FEDERAL: Brasília; MATO GROSSO DO SUL: Campo Grande; MATO GROSSO: Cuiabá; BAHIA: Salvador e Porto Seguro; ALAGOAS: Maceió; PERNAMBUCO: Recife; RIO GRANDE DO NORTE: Natal; CEARÁ: Fortaleza e Juazeiro do Norte; PIAUÍ: Teresina; MARANHÃO: São Luís; PARÁ: Belém; TOCANTINS: Palmas.

Os atos regionais acontecerão entre 28 de agosto e 8 de setembro. Junte-se à mobilização desses lugares e marque seu lugar no ônibus para Curitiba.

Lula foi preso para viabilizar a vitória de Bolsonaro nas eleições de 2018 e os ataques contra as organizações de luta dos trabalhadores. A prisão de Lula, em si, sendo ele a principal liderança da esquerda brasileira, é um profundo ataque contra todo movimento popular, operário e de luta contra a direita.

Não fique de fora!

O maior sindicato dos professores, por exemplo, a Apeoesp, confirmou presença: aprovou no seu último Conselho de Representantes a participação ativa do sindicato e dos professores no Ato e na Liberdade de Lula. As noventa e três subsedes organizaram caravanas para Curitiba, com a intenção de pressionar uma mobilização contra todo esse aparato golpista, que é um importante mecanismo da direita.

Todos a Curitiba! Liberdade para Lula!

Ele só vai sair de lá pela força das ruas, pois as instituições estão em conluio desde 2013.