Lockdown para salvar os bancos
Em relatório lançado nesta quinta-feira (8), o próprio FMI confirma o objetivo do lockdown: reprimir o povo, não combater a pandemia e dar mais dinheiro aos banqueiros.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Webp.net-resizeimage
Diretora do FMI, serviçal do imperialismo e genocida Kristalina Georgieva. | Foto: Reprodução

 

O Fundo Monetário Internacional (FMI), um dos principais organizadores do desastre econômico e das milhões de mortes em todo mundo, agora debocha de toda classe trabalhadora na defesa dos lockdowns como uma medida para recuperação mais rápida da economia. No relatório World Economic Outlook divulgado nesta quinta-feira, dia 08, o FMI argumenta que o aumento da violência aberta contra a população foi, para além do fortalecimento do aparato repressivo da burguesia, uma medida para recuperar os lucros dos bancos a médio prazo. Assim, o próprio FMI confirma o objetivo do lockdown: reprimir o povo, não combater a pandemia e dar mais dinheiro aos banqueiros.

“Apesar de envolver custos econômicos de curto prazo, medidas de lockdown podem abrir caminho para uma recuperação mais rápida ao conter a propagação do vírus e, com o tempo, reduzir a necessidade de distanciamento social voluntário, possivelmente com efeitos gerais positivos na economia”, diz o relatório.

Vários países impuseram o lockdown na primeira metade deste ano. Tratou-se de um verdadeiro cenário de horror. Para esconder qualquer combate efetivo à pandemia, a polícia foi colocada para agredir as pessoas que saíssem de casa ou demonstrasse qualquer indignação com a medida. Foram milhares de denúncias de violência e abuso da autoridade policial, principalmente com os setores mais oprimidos da sociedade. Tal medida fascista, inclusive apoiada pela esquerda e implementada por governos como o de Flávio Dino no Maranhão, não resolveu absolutamente nada, na realidade, o Brasil se tornou o epicentro do coronavírus.

Em um primeiro momento, ele não impede a queda do lucro dos capitalistas, mas como coloca o próprio FMI, serve como uma medida rigorosa para diminuir a contaminação e permitir que a reabertura seja mais efetiva. Pois bem, para aqueles que se preocupam com a mobilização e a indignação popular, é fundamental intimidar a população com a brutalidade da PM, como também fortalecer demagogias de que o coronavírus é combatido. Em contrapartida, como não existe nenhum programa para combater a crise financeira e sanitária, muito pelo contrário, os trabalhadores são forçados a saírem de casa para não morrerem de fome, o lockdown tem como principal motivação salvar a decadente economia imperialista.

No relatório, o FMI também comenta sobre o distanciamento social “voluntário”, ressaltando que ele também pode ser desastroso para a economia. Ou seja, aconselha que o regime burguês continue, dependendo do caso, impondo a força, a morte e a violência à população. A suspensão do lockdown, como coloca o FMI, pode deixar que o vírus “se espalhe sem controle”, o que geraria “consequências econômicas desastrosas”, uma vez que o distanciamento social -que não existe mais com as medidas de reabertura no Brasil- também promove graves impactos negativos à economia. 

Fica claro que cassar direitos democráticos fundamentais do povo de mobilidade e manifestação não é de interesse do próprio. Muito menos, uma medida para combater a pandemia. A intenção é obviamente dos grandes bancos mundiais que estão de “cabelo em pé” com a crise.  O objetivo é o de garantir mais dinheiro aos banqueiros, enquanto a população é brutalmente reprimida e explorada. É necessário uma ampla mobilização contra as políticas genocidas da direita e extrema-direita, é preciso que a classe trabalhadora se organize com todos os setores oprimidos da população para derrubar os governos capachos dos bancos mundiais.

No Brasil, o que está colocado é a luta por Fora Bolsonaro e todos os golpistas! Por eleições gerais com Lula candidato! Só assim será possível combater a pandemia e a raiz das milhares de mortes: o imperialismo.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas