Imperialismo
Livro lançado a exatos 31 anos compila fatos já revelados em jornais da época e traz novos detalhes dos crimes durante a invasão do país.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Livro - Invasão do Panamá (1)
Livro "Cuando los gringos bombardearon el trineo de Santa Claus" | Foto por: divulgação.

O livro “Quando os gringos bombardearam o trenó de Papai Noel”* dos escritores Cecílio Simon e David Carrasco, foi lançado neste domingo (20), a exatos 31 anos da invasão do Panamá pelas Forças Armadas norte-americanas, iniciada em 20 de dezembro de 1989.

O livro narra os acontecimentos relacionados à invasão e tem como base na cobertura do jornal Quincenario Bayano de 12 a 27 de fevereiro de 1990 e no Manifesto a Consciência Nacional e Patriótica, a partir dos quais relam-se o uso de raios lasers, balas de fósforo branco com alto poder de combustão e contaminação, helicópteros com metralhadoras e aviões bombardeiros como F-117, assassinatos de civis e enterros em massa em valas comuns.

O livro ainda desmente a versão oficial dos EUA que, teria invadido com 30.000 soldados o país para capturar o general Manuel Antonio Noriega, o qual na verdade colaborava diretamente com as forças invasoras, se reunindo diariamente com eles, inclusive.

 

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas