Siga o DCO nas redes sociais

Luta pela terra
Liderança sem-terra ligada a Fetag é brutalmente assassinada na Bahia
Liderança de acampanhamento sem-terra no Extremo Sul da Bahia sofre emboscada em mais um crime na luta pela terra
aaagri (1)
Luta pela terra
Liderança sem-terra ligada a Fetag é brutalmente assassinada na Bahia
Liderança de acampanhamento sem-terra no Extremo Sul da Bahia sofre emboscada em mais um crime na luta pela terra
O lider Reinaldo. Imagem: reprodução.
aaagri (1)
O lider Reinaldo. Imagem: reprodução.

No final da tarde desta quarta-feira (02/04), a liderança dos trabalhadores sem-terra ligado a Federação dos Trabalhadores na Agricultura da Bahia (FETAG-BA), Jorge Reinaldo Loyola de Oliveira foi brutalmente assassinado na frente de sua esposa por três pistoleiros, no município de Eunápolis no Extremo Sul da Bahia. Reinaldo era presidente da Associação Agroecológica da Baixa Verde

Segundo a polícia civil, Reinaldo teve sua cabeça esmagada a golpes de objeto, possivelmente um machado, e teve suas orelhas cortadas e levadas pelos pistoleiros.

A área era de grande conflito de terras e atualmente estava em conflito com interesses de mineradoras, pois haviam recentemente registrada a área como de potencial mineral, segundo os próprios agricultores.

O agricultor vinha recebendo ameaças de morte desde que foi nomeado presidente da associação e a região já ocorreram diversos assassinatos de lideranças.

Havia uma tentativa, após anos de luta para que o latifúndio fosse conquistado pelos trabalhadores sem-terra, e neste momento uma pressão para retirada de agricultores para exploração mineral.

A morte da liderança sem-terra revela a situação em que vivem os trabalhadores do campo e da luta pela terra. Vivem sob condições extremas e a mercê da pistolagem de latifundiários e mineradoras, que neste momento de governo Bolsonaro, se sentem a vontade para tomar as decisões que quiserem.

Leia Também  Industriais do Pará apoiam "passar a boiada" de Ricardo Salles

 

 



7 Shares
Share via
Copy link