Siga o DCO nas redes sociais

Mais um que denuncia
Líder trabalhista Jeremy Corbyn denuncia golpe na Bolívia
Dirigente inglês, Jeremy Corbyn, denunciou o golpe contra a Bolívia e se solidarizou com o povo boliviano diante dos ataques dos militares.
NINTCHDBPICT000537771952-e1573258470674
Mais um que denuncia
Líder trabalhista Jeremy Corbyn denuncia golpe na Bolívia
Dirigente inglês, Jeremy Corbyn, denunciou o golpe contra a Bolívia e se solidarizou com o povo boliviano diante dos ataques dos militares.
Jeremy Corbyn. Foto: Getty Images
NINTCHDBPICT000537771952-e1573258470674
Jeremy Corbyn. Foto: Getty Images

Da redação – Em sua conta no twitter, Jeremy Corbyn, líder do Partido Trabalhista inglês (Labour Party), denunciou o golpe de Estado que ocorreu na Bolívia.

Corbyn denunciou a ação dos militares no país latino-americano e se solidarizou com o povo boliviano.

Corbyn disse que era espantoso ver acontecer um golpe contra Evo Morales após este ter trazido “tanto progresso” para o país. “Eu condeno esse golpe contra o povo boliviano e estou com eles pela democracia, justiça social e independência”, enfatizou.

Golpe contra Morales

Evo Morales foi derrubado, forçado a renunciar, após uma declaração das forças armadas do país, através de Williams Kaliman. Durante isso, bandos fascistas tomaram conta do país, intimidando políticos do Movimento al Socialismo (MAS), partido de Evo, forçando-os a renunciar aos cargos.

Sindicalistas e índios foram espancados nas ruas, símbolos indígenas, como a bandeira Waphi, foram vandalizados, casas como a de Evo Morales e sua irmã foram queimadas e saqueadas e assim por diante.

Está tendo uma certa reação popular ao golpe. Apenas desta maneira será possível derrotar o golpe: com o povo nas ruas mobilizando contra os militares, a polícia, os fascistas e toda a direita golpista.