Líder absoluto com 40% dos votos: agora é hora de lutar para que Lula esteja nas eleições

14Lula2-master1050

Absolvido pela ONU e prestigiado até pelo Papa, Lula detém hoje, de forma inconteste, a preferência nacional.  Líder absoluto das intenções de voto, o ex-presidente venceria hoje até mesmo no primeiro turno. É nele que a população quer votar, nele e em mais ninguém.

Não adianta a imprensa burguesa fazer todo o esforço que tem feito para tentar emplacar algum representante nas pesquisas eleitorais. Ciro, Alckmin, Marina, não conseguem decolar e sequer encostam no segundo colocado, o candidato da extrema-direita Jair Bolsonaro, que estacionou há tempos nos 17, 18%.

Nem a ausência de Lula nos debates televisivos foi capaz de modificar a situação na corrida eleitoral. Ao contrário, o fraco desempenho de seus opositores não fez senão ampliar sua vantagem, já bastante expressiva, e que cresce dia a dia. Deu-se nesse caso uma espécie de vitória por WO ao contrário, onde o time que não compareceu é que ganhou a partida.

Por essas e outras é que Lula não pode ficar fora das eleições. Retirá-lo da disputa significaria quase o mesmo que não realizar eleições. Sem sua participação, elas se transformam numa espécie de teatro constrangedor, uma peça atuada por atores canastrões, os candidatos, que recitam ao vento promessas nas quais ninguém de fato acredita.  Um prolongamento mal dissimulado do golpe, que busca apagar seus vestígios, mas em vão.

Não faz, agora, nenhum sentido ficar discutindo algum plano B, e principalmente, a confiança depositada no ex-presidente. Optar pelo plano B com o ex-prefeito de São Paulo seria pois, nesse contexto, entregar o ouro na mão do bandido, isto é, da direita.

Nesse contexto, não há pois outra orientação política válida que não seja a luta pela libertação de Lula, e por sua participação nas eleições como candidato favorito da maioria da população. Discutir, como cândidos candidatos, programas de governo, e fazer promessas, como se estivéssemos às voltas com eleições normais beira o absurdo. Nesse momento, está mais do que claro que a única palavra de ordem capaz de reverter o golpe e acuar a direita é: Liberdade para Lula e Eleição sem Lula é Fraude!