Liberdade para Lula, todos a Curitiba!

A imprensa capitalista faz uma enérgica campanha através de seus meios de comunicação para tentar provar que o Poder Judiciário é composto por gente neutra, sábia, detentora do mais alto conhecimento jurídico e democrático, enfim, acima dos demais poderes e do resto do povo.

Essa campanha consegue levar atrás de si todo um setor da esquerda que, ao longo da luta contra o golpe, depositou suas esperanças na decisão de algum juiz ou ministro, espécie de deuses acima de qualquer pressão, chantagem ou corrupção.

Por outro lado, a experiência do movimento de luta contra o golpe mostrou que não é mais possível esperar as instituições para resolver os problemas criados pelo golpe, como a prisão de Lula. São instituições que desde antes já estavam dominadas pelo setor mais direitista da sociedade, como é o caso em especial da Polícia Federal e do Ministério Público, nem falar do Poder Judiciário.

Uma derrota após outra, fez com que o movimento chegasse à conclusão que é preciso enfrentar os golpistas, especialmente as decisões dos tribunais, conforme foi visto nos três dias de ocupação do Sindicato dos Metalúrgicos, em São Bernardo, onde os trabalhadores impuseram uma (primeira) derrota a Sérgio Moro, impedindo a prisão do ex-presidente por alguns dias.

E essa é a disposição do movimento de luta contra o golpe, de não mais aguardar o Judiciário golpista. E é esse o espírito de todos que estão indo a Curitiba neste 1º de maio. Lula foi preso e está nas masmorras de Sérgio Moro, em Curitiba. E é para lá que toda a massa trabalhadora e suas organizações devem ir, para impor mais uma derrota aos golpistas e mostrar força diante de direita fascista. Todos a Curitiba neste 1º de maio, liberdade para Lula!