Uma armadilha ditatorial
Esquerda pequeno-burguesa cai na armadilha da direita e apoia projeto ditatorial contra ela própria.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
fake-news-boato-noticia-falsa---ilustrativa--indoor-1501699041256_1920x1280
"Fake News", imperialista até no nome. | Imagem: Getty Images/iStockphoto

Nesta quinta-feira (25), o Senado decidiu por adiar a votação da chamada “Lei das fake news”, alvo de grande polêmica, mesmo entre setores da própria burguesia.

A lei é oficialmente chamada pelo cínico nome de “Lei Brasileira de Liberdade, Responsabilidade e Transparência na Internet”, e é considera por setores da própria imprensa burguesa, uma das mais perigosas leis em votação deste último período.

Com campanha financiada pela burguesia, seja em seus veículos de informação ou em suas campanhas contra setores da extrema-direita, o problema das “Fake News”, um termo importado do imperialismo norte-americano, tornou-se uma grande ferramente de propaganda e perseguição política contra os inimigos do setor mais poderoso da burguesia.

Sua finalidade, “bem intencionada” nas aparências, colocada como uma luta aberta contra as “inverdades” ditas pela imprensa alternativa e por pessoas das quais buscam atacar o “regime democrático”, desde início mostrou-se uma maneira da burguesia perseguir não só a extrema-direita, como sobretudo toda a esquerda.

Atualmente, a lei que está em processo de aprovação no Senado visa impor uma verdadeira ditadura nas redes sociais, e autorizar o acesso a conversas privadas dos usuários, controlar dados gerais de todos os cidadão e dar passe livre para uma intensa fiscalização do que cada um faz em seus dispositivos eletrônicos. Dessa forma, o já quase inexistente “anonimato” na internet seria convertido para um profundo banco de dados na mão do Estado burguês.

Contudo, mesmo nesta crítica situação que claramente está se voltando contra toda população e permitirá uma verdadeira perseguição política contra a esquerda, a esquerda pequeno-burguesa lança, em conjunto com a burguesia, uma campanha em prol do endurecimento destas leis.

De acordo com estes setores da esquerda que desejam colocar toda sua política à reboque da política burguesa, a “Lei das Fake News” serviria para combater as inverdades ditas pelos fascistas na internet. Porém, esquecem esses primeiramente que, a principal organizadora de campanhas absurdas de calúnias contra e esquerda, é justamente a grande imprensa burguesa do qual fazem aliança.

Ainda mais, a esquerda ao aliar-se com a burguesia em mais uma política de frente ampla com os golpistas, da apoio material a uma grande armadilha contra ela própria pois, a extrema-direita visada pela esquerda, é meramente um recurso de manobra utilizado pela burguesia, o alvo é na realidade, a esquerda de conjunto.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas