Lava Jato entregou 70% dos investimentos privados em infraestrutura ao imperialismo

2017-10-24t131947z_1045406682_rc1311e64c00_rtrmadp_3_brazil-corruption-moro-e1508854249346

Da redação – A Operação Lava Jato, criada pelo imperialismo como um dos mecanismos fundamentais do golpe de Estado, tem como um dos principais objetivos entregar os recursos nacionais aos monopólios estrangeiros.

Segundo um estudo da Sociedade Brasileira de Estudos de Empresas Transnacionais e da Globalização Econômica (Sobeet), em 2010 a percentagem dos investimentos privados em infraestrutura no País era de 27%. Com o início do golpe, em 2012, e o começo oficial da Operação Lava Jato, em 2014, as empresas brasileiras foram sendo perseguidas e sucateadas até que, atualmente, os monopólios estrangeiros já controlam 70% dos investimentos privados nesse setor.

O crescente domínio imperialista, alimentado pela Lava Jato, é visto especialmente nos setores de petróleo e gás, eletricidade, água, transporte e comunicações.

A própria imprensa golpista reconhece que foi o golpe de Estado, com a Lava Jato e a destruição da economia nacional, que levaram ao cenário de profunda espoliação das riquezas brasileiras.

Empresas nacionais, como as construtoras, principalmente a Odebrecht, foram destruídas a mando do imperialismo, que não quer nenhum tipo de concorrência. Em 2010, os investimentos nacionais em infraestrutura eram de US$ 142 bilhões, e hoje eles não passam de 49,3%.

Em um provável governo de Jair Bolsonaro a tendência é que a espoliação dos recursos nacionais aumente de maneira dramática, com a entrega total das riquezas aos seus patrões imperialistas. O movimento popular, principal prejudicado pelo saque imperialista, deve se mobilizar imediatamente com a palavra de ordem “Fora Bolsonaro e todos os golpistas”, já que seu governo será o aprofundamento do golpe e da dominação imperialista.