Direita quer o povo comendo veneno
Além dos agricultores que trabalham diretamente com o veneno, o trabalhador brasileiro, que come, sem saber, mais pesticidas do que arroz e feijão

Por: Redação do Diário Causa Operária

Fazendeiros vizinhos do assentamento do MST em Nova Santa Rita(RS) sofreram um atentado contra a suas plantações de arroz no último dia 18 de março. Um avião bimotor ainda não identificado jogou substâncias tóxicas não identificadas sobre as casas, plantações e sobre as pessoas, várias delas precisaram tiveram que ser levadas para atendimento médico com náuseas, vômitos e dores de cabeça, sintomas típicos deixados por agrotóxicos quando inalados ou em contado direto com seres humanos.

Várias fotos do avião foram tiradas em encaminhada a polícia cível local e ao MP para identificação dos autores do ataque de tipo fascista. A ação dos grandes produtores da região veio em represália a decisão da justiça gaúcha que concedeu decisão liminar favorável aos agricultores do MST na ação movida por diversos movimentos de produção orgânica e ambientais contra o envenenamento por pesticidas a deriva das pulverizações em fazendas vizinhas nas plantações não orgânicas.

E a decisão da justiça somente proibiu o uso indiscriminado de agrotóxicos, em nenhum momento proibiu o seu uso, ou seja, os latifundiários da região com o único objetivo de lucrar não tem o menor pudor em envenenar a população brasileira.

Em novembro de 2020, a nuvem de agrotóxicos vinda das fazendas limítrofes destruiu cerca de 80% das plantações e provocou intoxicações de agricultores nos assentamentos em Nova Santa Rita e Eldorado do Sul. Além dos agricultores que trabalham diretamente com o veneno, o pobre trabalhador brasileiro que esta comendo sem saber mais pesticidas do que arroz e feijão

O ataque dos latifundiários demonstra sua intenção de impedir a produção de alimentos saudáveis e sua disposição de usar meios coercitivos diretos, como a destruição das lavouras, a expulsão dos assentados, e o assassinato das lideranças. Todos os setores direitistas estão levantando a cabeça e agindo de forma violenta e organizada contra todos os setores do povo trabalhador, seja o trabalhador do campo ou da cidade. Isso é um sinal do desespero da direita que percebe que a situação econômica esta saindo do controle, além do próprio prejuízo que o governo entreguista de Jair Bolsonaro esta causando a diversos setores da burguesia nacional

Por isso é o momento de unir forças para lutar contra a ditadura que se avizinha, ações isoladas não irão deter o avanço da direita, até por que com o sistema judiciário totalmente controlado pelos golpistas, uma decisão favorável ao povo sempre é caçada quando o interesse desses grandes latifúndios e dos fabricantes de agrotóxicos é atingida.

 

Send this to a friend