Menu da Rede

Latifundiários que atacam caravana de Lula acham que trabalhador é gado

Tempo de Leitura: < 1

Publicidade

Nesta segunda-feira (19) durante a passagem da caravana de Lula em Bagé, Rio Grande do Sul, um grupo de latifundiários e empresários da cidade foram “protestar” contra o ex-presidente. No insólito Brasil do golpe um bando de oligarcas montados em tratores e cavalos gritavam “Lula ladrão” no campus da Unipampa, uma das universidades criadas durante seu governo.

Lula rebateu os ruralistas “A direita fascista deveria ter vindo protestar quando criei a Unipampa, porque a elite nunca quis que o pobre tivesse acesso à universidade”. O cinismo dos exploradores do povo não tem limites, tratando a população como gado, tentando intimidar os apoiadores de Lula e carregando o emblemático boneco pixuleco: representação acertada do espírito de porco dos protestos direitistas e mais uma evidência do caráter artificial desses grupos. Dinheiro de sobra para encher pixulecos e assim, tentar esconder o vazio da falta de apoio popular aos seus anseios golpistas.

Diante disso, é necessário aumentar a mobilização contra a prisão de Lula enfrentando, em todos os locais, os inimigos do povo. Não aceitar a presença dos ruralistas e de quaisquer outros grupos da direita fascista expulsando-os dos atos.

Populares na Rede
[wpp range="last24h" limit="3"]
NA COTV

Trótski: vida e obra | Curso completo (35ª Universidade de Férias do PCO)

1.5K Visualizações 12/06/2021 18:28

Watch Now

Send this to a friend