Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
fogo-avanca-sobre-floresta-amazonica-na-regiao-de-apui-na-fronteira-de-amazonas-com-rondonia-1503324963535_1920x1247
|

A direita brasileira segue desenfreada, completamente desgovernada e à vontade para fazerem o que quiserem, mesmo que isso signifique destruir cada vez mais o próprio país. Dessa vez, fazendeiros tiveram a infeliz ideia de fazer o “dia do fogo”, que consistia, basicamente, em incendiar áreas em processo de desmate, como se o desmatamento e destruição das florestas já não fossem consequências absurdas do modelo econômico capitalista e tudo isso, claro, com respaldo do presidente golpista Bolsonaro.

A alvo desse verdadeiro crime foi a região amazônica, não por acaso, essa região vem sofrendo diversos ataques dos golpistas, que querem de todo jeito acabar com as demarcações de terras indígenas, com os assentamentos dos sem-terra, etc., tudo para dar aos grandes fazendeiros e latifundiários o direito de explorar essas terras, o mesmo serve para as mineradoras estrangeiras, que aos poucos vêm se instalando nessas áreas. O fogo se espalhou ao longo da BR-163 e várias cidades ficaram cobertas de fumaças.

No sábado (10) a região de Novo Progresso teve pelo menos 124 focos de incêndios registrados, tendo um aumento de 300% em comparação ao dia anterior. Já no domingo, o número de casos de incêndios foi de 203, sendo Altamira uma das regiões mais afetadas, contabilizando 194 casos no sábado e 237 no domingo. Vale lembrar ainda que desde que Bolsonaro chegou à presidência, o Ibama não pôde mais continuar fazendo suas fiscalizações na região de Novo Progresso, pois perdeu apoio da Força Nacional e da Polícia Militar.

Segundo um dos fazendeiros responsáveis por essa ação violenta, o objetivo era chamar a atenção de Bolsonaro, mostrando que eles só querem espaço para trabalhar. Essa desculpa esdrúxula soa pior a cada minuto, o que esses fazendeiros querem é explorar os mecanismos de grilagem de terras e a especulação agrária. Não tem nada a ver com falta de trabalho, mas, sim, com a necessidade infinita que a direita tem em ser autodestrutiva, entreguista e gananciosa.

 

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas