Latifundiários incendeiam casa de liderança quilombola no norte de Minas Gerais

Ocupação Caraíbas 3

As comunidade quilombolas do município de Pedras de Maria da Cruz, região norte de Minas Gerais, sofreu mais um ataque de latifundiários no início do mês de setembro. No dia dois, a residência de uma família quilombola foi incendiada e completamente destruída pelo fogo, deixando uma família com sete crianças na rua.

A família já foi atacada outra vez em ação conjunta de latifundiários, pistoleiros, polícia militar e justiça estadual. No dia 17 de maio de 2017, o trator da fazenda Santa Clara, também conhecida pelo nome “Triunfo” destruiu completamente a residência dentro da comunidade quilombola de Caraíbas, invadida pelos latifundiários.

A comunidade quilombola de Caraíbas vem sofrendo inúmeros ataques dos latifundiários e policiais, que sempre atuam em defesa dos latifúndio. Esses ataques são uma forma de impedira demarcação das terras quilombolas de quatro comunidades já identificadas e reconhecidas pelo Estado brasileiro através da Fundação Palmares.

Em 2014, o quilombola Cleomar Rodrigues de Almeida, foi morto a tiros por pistoleiros a mando dos latifundiários da Fazenda Pioneira e Boa Vista, que está dentro do território quilombola.

Esse foi um aviso dos latifundiários e que a onda de violência e intimidação não deve acabar por aí. É necessário que os quilombolas se organizem para se autodefenderem da violência do Estado, da polícia militar e dos latifundiários.