Oportunismo
No momento em que a direita ataca o PT e Lula, o PCdoB se distancia do PT e se aproxima cada vez mais da direita golpista
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
orlando silva (1)
Orlando Silva se posiciona abertamente com a posição dos golpistas de atacar o PT | Imagem: reprodução

Neste último período, o PCdoB tem tomado decisões e se comportando de uma maneira de completo acordo com a direita golpista e favorecendo o desenvolvimento do golpe de estado iniciado em 2016.

A golpista Folha de S.Paulo, que vem realizando uma enorme propaganda para o PSOL e a chapa Guilherme Boulos-Erundina, publicou uma matéria na qual vai apresentando um distanciamento do PCdoB, aliado histórico do PT. A afirmação vem depois de uma entrevista do deputado federal Orlando Silva também para a Folha onde afirma que o “O PT é parte do passado.”

Essa posição do PCdoB que se intensificou após o golpe de Estado em 2016, mostra um enorme oportunismo. O PCdoB se aliou com o PT há 40 anos nos anos de crescimento do PT e de chegada à presidência da República, onde permaneceu por 16 anos até o impeachment de Dilma Roussef.

Tanto isso é verdade que nas eleições de 2018, o PCdoB pela primeira vez cogitou lançar um candidato próprio à presidência da República, num momento de consolidação do golpe de Estado de 2016. A candidatura somente não foi decidida porque abriu-se uma enorme crise na base do próprio PCdoB.

Um bom exemplo é o governador do Maranhão, Flávio Dino, que desde 2014 vem apoiando setores golpistas abertamente. Em 2014 fez palanque para Aécio Neves (PSDB) durante a campanha presidencial, vive elogiando o PSB e busca de qualquer maneira uma aproximação com Ciro Gomes.

Fica mais claro as posições do PCdoB na Frente Brasil Popular e na campanha Lula Livre, onde se posiciona cada vez mais a direita, apoiando abertamente a frente ampla com a direita golpista, e nas mobilizações contra a prisão de Lula e depois pela sua liberdade atuava de maneira a atravancar a mobilização.

No momento de ascensão e crescimento do PT, o PCdoB sempre esteve com o PT e quando a burguesia decidiu atacar o PT e dar um golpe, o PCdoB mostra uma estranha aproximação com a direita que deu o golpe em 2016 e, nesse momento, numa campanha abertamente contra o PT e Lula.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas