Assassinato de Soleimani
“A República Islâmica do Irã nunca esquecerá o martírio de Qassem Soleimani e definitivamente causará um golpe recíproco aos EUA”
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
5f172caa59bf5b46936ebce6 (1)
Ali Khameneí durante uma reunião com Mustafa Al-Kadhimi, Teherán (Irã), em 21 de julho de 2020. | Foto: Reuters
O líder supremo do Irã, o aiatolá Ali Khamenei, declarou nesta terça-feira (21) durante uma reunião com o primeiro-ministro do Iraque, Mustafa Al-Kadhimi, em sua conta oficial no Twitter, que seu país nunca esquecerá o "martírio" do general Qassem Soleimani e que "definitivamente dará um golpe recíproco nos Estados Unidos".

"A República Islâmica do Irã nunca esquecerá o martírio de Qassem Soleimani e definitivamente causará um golpe recíproco aos EUA", disse Khameneí.
"O crime dos Estados Unidos ao assassinar Soleimani e Abu Mahdi al-Muhandis [comandante militar iraquiano] é um exemplo da presença dos EUA", acrescentou. "Matar um hóspede em sua casa e confessar descaradamente não é um assunto trivial", disse o líder do país persa sobre as ações de Washington no Iraque.

O líder supremo iraniano enfatizou ainda que o país nunca teve nem pretenderá se intrometer nos assuntos do Iraque, enfatizando que zela por sua integridade territorial e sua unidade interna. "O Irã certamente é contra qualquer coisa que enfraquece o Iraque", disse ele.

"Ele é o inimigo"

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas