Justiça ordena soltura de ex-vice-presidente da Argentina

Amado Boudou durante audiência em Buenos Aires

Da redação – O Tribunal Federal Oral Nº 4 de Buenos Aires ordenou a soltura do ex-vice-presidente da Argentina, Amado Boudou, que ocupou a função durante o segundo mandato da ex-presidenta Cristina Kirchner. O Tribunal aceitou pedido de soltura feito ontem (10) pela defesa do político.

Agora, ele terá de pagar fiança de 1 milhão de pesos argentinos (cerca de R$ 100 mil) e será monitorado com uma tornozeleira eletrônica.