Para os opressores, impunidade
A Justiça e a polícia atuam lado a lado, como cúmplices, para livrar os opressores e punir os oprimidos
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Captura de Tela 2020-01-02 às 16.44.37
Bebê de nove dias que morreu após carro ser atingido pelo PM. Foto: Arquivo pessoal familiar |

Da redação – O bombeiro (PM) Robson Fabiano Gabriel, que dirigia bêbado um veículo que bateu em um carro onde estava um bebê de nove dias – e que acabou morrendo -, foi solto provisoriamente pela Justiça na manhã desta quinta-feira (02).

O carro onde estava a recém-nascida Viviane Sodré da Silva e sua mãe estava estacionado em uma rua do Jardim Filomena II, em Itatiba, interior de São Paulo. Foi então que Robson atingiu o veículo, matando a criança. Preso em flagrante pela polícia, o boletim de ocorrência relata que o PM estava visivelmente embriagado. O acontecimento ocorreu na madrugada de ontem (01).

Robson chegou a ser levado ao Presídio Militar Romão Gomes, em São Paulo. No entanto, após pagar fiança de R$ 4 mil, foi liberado, sendo concedida a ela liberdade provisória pelo Tribunal de Justiça.

Esse caso serve de exemplo sobre como funciona a Justiça em relação aos opressores, como é o caso das forças de repressão, em particular a Polícia Militar. Mas também pode-se lembrar de quando PMs assassinam cidadãos nas periferias de maneira sistemática e nada acontece, quantos são absolvidos, quantos são apenas afastados de seus cargos. Por outro lado, um cidadão comum, pobre e trabalhador, não precisa nem mesmo cometer nenhum tipo de crime, que pode ser encarcerado e confinado a anos de prisão pela mesma justiça que protege os opressores.

A cada dia revela-se imprescindível lutar pela dissolução da Polícia Militar e todos os corpos repressivos do Estado burguês, que não passam de órgão fascistas criados com o único objetivo de esmagar a população pobre e trabalhadora.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas