Siga o DCO nas redes sociais

Para os opressores, impunidade
Justiça libera PM bêbado que matou bebê de 9 dias em batida de carro
A Justiça e a polícia atuam lado a lado, como cúmplices, para livrar os opressores e punir os oprimidos
Captura de Tela 2020-01-02 às 16.44.37
Para os opressores, impunidade
Justiça libera PM bêbado que matou bebê de 9 dias em batida de carro
A Justiça e a polícia atuam lado a lado, como cúmplices, para livrar os opressores e punir os oprimidos
Bebê de nove dias que morreu após carro ser atingido pelo PM. Foto: Arquivo pessoal familiar
Captura de Tela 2020-01-02 às 16.44.37
Bebê de nove dias que morreu após carro ser atingido pelo PM. Foto: Arquivo pessoal familiar

Da redação – O bombeiro (PM) Robson Fabiano Gabriel, que dirigia bêbado um veículo que bateu em um carro onde estava um bebê de nove dias – e que acabou morrendo -, foi solto provisoriamente pela Justiça na manhã desta quinta-feira (02).

O carro onde estava a recém-nascida Viviane Sodré da Silva e sua mãe estava estacionado em uma rua do Jardim Filomena II, em Itatiba, interior de São Paulo. Foi então que Robson atingiu o veículo, matando a criança. Preso em flagrante pela polícia, o boletim de ocorrência relata que o PM estava visivelmente embriagado. O acontecimento ocorreu na madrugada de ontem (01).

Robson chegou a ser levado ao Presídio Militar Romão Gomes, em São Paulo. No entanto, após pagar fiança de R$ 4 mil, foi liberado, sendo concedida a ela liberdade provisória pelo Tribunal de Justiça.

Esse caso serve de exemplo sobre como funciona a Justiça em relação aos opressores, como é o caso das forças de repressão, em particular a Polícia Militar. Mas também pode-se lembrar de quando PMs assassinam cidadãos nas periferias de maneira sistemática e nada acontece, quantos são absolvidos, quantos são apenas afastados de seus cargos. Por outro lado, um cidadão comum, pobre e trabalhador, não precisa nem mesmo cometer nenhum tipo de crime, que pode ser encarcerado e confinado a anos de prisão pela mesma justiça que protege os opressores.

A cada dia revela-se imprescindível lutar pela dissolução da Polícia Militar e todos os corpos repressivos do Estado burguês, que não passam de órgão fascistas criados com o único objetivo de esmagar a população pobre e trabalhadora.