Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
ufmt
|

Da redação – O juiz federal, Raphael Casella de Almeida Carvalho, expediu decisão à favor do pedido da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) para realizar a reintegração de posse do prédio do órgão, que foi ocupado por alunos há um mês atrás.

Como é típico da justiça burguesa, o magistrado também autorizou reforço policial para que um contingente acompanhe o oficial de justiça no cumprimento do mandado.

Os estudantes do Mato Grosso deflagraram greve contra o aumento do valor das refeições no RU (Restaurante Universitário), porém a luta se espalhou pelos campus de Sinop e Araguaia e em 27 cursos do campus de Cuiabá, ocupando os campus de Sinop e Araguaia e alguns institutos da capital.

A manifestação dos universitários se justifica pelo aumento no almoço de R$ 1,00 para R$ 5,00, anunciado em fevereiro pela reitoria. Atualmente o valor pago em todos os campus é de R$ 0,25 pelo café da manhã e R$ 1,00 no almoço e jantar.  

A UFMT entrou com o primeiro pedido fazem poucos dias contra os discentes que lutam contra o golpe, porém, a mesma não foi cumprida. Agora utilizam a força policial contra os estudantes que lutam por dignidade.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas