Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
General view from above of a dam owned by Brazilian miner Vale SA that burst, in Brumadinho, Brazil January 25, 2019. REUTERS/Washington Alves
|

Da redação – Após 4 meses do desastre ocorrido em Brumadinho, quando a barragem de Córrego do Feijão rompeu, assassinando centenas de pessoas e destruindo a cidade mineira, os responsáveis pelo ocorrido ainda estão soltos e a Vale (empresa responsável pelo desastre) ainda não pagou sua multa ao Ibama.

Obviamente que as imposições (como a multa) feitas contra a empresa foram apenas uma forma de enganar a população. A justiça da burguesia não sente a necessidade de prejudicar os capitalistas, e por isso até agora não aconteceu nada. Afinal, o que há de errado em matar mais de 200 pessoas, destruir o patrimônio público de uma cidade e a sua economia? Segundo a burguesia, se for pelo lucro da empresa, nada.

Desta forma, os trabalhadores precisam compreender que a única saída contra a Vale é a expropriação da empresa. É preciso devolvê-la para o Estado brasileiro e colocar a administração sob o domínio dos trabalhadores da empresa.

Dificilmente, sabendo do risco de rompimento de barragem (anunciado meses antes), os trabalhadores teriam cruzados os braços, esperado até que eles mesmos fossem mortos pela lama, mas também seus amigos, familiares vizinhos e que sua cidade seria totalmente destruída.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas