Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

O carnaval desse ano demonstrou no Brasil, mas principalmente na cidade do Rio de Janeiro, uma enorme contestação popular ao regime político nacional estabelecido após o golpe de Estado.

O Carnaval começou com o espetacular desfile da escola de samba Paraíso do Tuiuti, que levou para avenida a denuncia da escravidão no Brasil, que se aprofunda com o golpe de Estado e o governo do vampiro golpista Michel Temer.

Mas não foi um ato isolado de um suposto carnavalesco de esquerda. Espalharam-se na cidade inteira blocos em defesa de Lula.

Mas o que mais aterrorizou  a direita fascista nesse carnaval foi o juramento da favela da Rocinha, onde os moradores estenderam uma faixa com o seguinte dizeres: “Se Lula for preso o morro vai descer”.

Após a polêmica e o terror que causou na direita e sua imprensa golpista a manifestação dessa comunidade popular, apareceu no dia seguinte novas favelas expressando o mesmo juramento.

No morro do Juramento, localizado na favela da Maré, os moradores levantaram uma faixa com os dizeres: ” Carnaval sem Lula é fraude. Moro, juiz imoral. Moro, juiz parcial”.

Também houve manifestações no morro do Fallet em Santa Tereza, demonstrando que a tentativa da prisão de Lula pode desencadear manifestações em todas as comunidades pobres do Rio de Janeiro, e não vai ser para pular o carnaval.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas