Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

A própria imprensa golpista divulgou matéria na segunda-feira, dia 8, afirmando que o TRF4 passou por cima de sete processos da Lava Jato para realizar o julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no dia 24 de janeiro. Os desembargadores furaram a fila e romperam a conhecida lentidão das repartições públicas para colocar o processo de Lula em primeiro lugar.

Para qualquer um que conheça minimamente a situação política brasileira, a pressa em julgar e condenar Lula não deve ser novidade. De qualquer maneira, ao furarem a fila, os desembargadores mais uma vez dão mostras de que a prioridade é condenar Lula. Não deve haver dúvida sobre esse problema.

A única coisa capaz de fazer os juízes do TRF4 voltarem atrás seria uma mobilização popular que colocasse medo na burguesia. O medo de que a situação política saia do controle caso Lula seja condenado. E essa é uma possibilidade, a própria direita sabe disso, por isso tratou também essa semana de publicar pareceres dizendo que mesmo se for condenado, Lula não seria preso imediatamente. A intenção é claramente esfriar os ânimos dos militantes.

Em outro flanco, a burguesia tenta também intimidar os movimentos anunciando o “monitoramento” de organizações envolvidas na convocação do ato em Porto Alegre por parte das Forças Armadas, Abin e Polícia Federal. Essa ação ilegal de espionagem, que remete aos piores momentos da ditadura militar, tem como objetivo conter uma possível reação mais enérgica por parte da manifestação.

A direita está decidida a condenar Lula. Os desembargadores, todos direitistas, já mostraram que a prioridade é essa. Por isso, é preciso uma ampla mobilização, não uma manifestação eleitoral ou que sirva apenas para “convencer” os já decididos juízes, mas uma at que coloque em xeque o próprio regime golpista.

Se a direita está decidida a condenar Lula, a manifestação deve sair à rua decidida a não deixar condenar, não deixar prender!

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas