Censura no esporte!
Atleta deverá ser julgada ainda nessa terça-feira
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
carol
Atleta durante partida | Foto: reprodução

A atleta Carol Solberg desde  que proferiu a palavra de ordem Fora Bolsonaro ao vivo e, em rede nacional, vem sofrendo uma série de perseguições políticas. Nesta terça-feira ela deverá ser julgada pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva do Voleibol. Caso recebe a punição máxima a atleta poderá ficar proibida de jogar por seis torneios e pagar uma multa no valor de 100,000. 

Os acusadores estão se utilizando de um artigo vago do Código Brasileiro de Justiça Desportiva que trata sobre posturas dos atletas relacionado a ética e a disciplina. O que se sabe é que não existe nenhum artigo específico que tenha a proibição do atleta em realizar manifestações políticas. O que está ocorrendo com Solberg é uma clara perseguição política, pois ela, assim como a maioria dos brasileiros, é contrária à política genocida de Bolsonaro e se utilizou da sua imagem como atleta para proferir aquilo que a classe trabalhadora brasileira mais almeja no momento: Fora Bolsonaro.

Sabe que essa acusação não se trata de uma tentativa de tornar o esporte neutro, como setores burgueses e pequenos burgueses afirmam. Até porque essa neutralidade não existe e nunca existiu. Quando se trata de manifestações que favorecem os interesses direitistas nenhuma denúncia e punição é realizada. Por isso,esse discurso sobre a neutralidade no esporte é demagogia direitista. A tão defendida neutralidade se trata da política da direita. Basta recordar o fato dos jogadores Wallace e Maurício que manifestaram apoio para Bolsonaro durante o processo eleitoral de 2018 e o que receberam foi uma nota em tom de apoio afirmando o direito de manifestação política dos jogadores.Nesse sentido, quando se trata de manifestação que favorece a política direitista a liberdade é garantida, quando é contrária recebe censura. Mais uma vez temos um exemplo da ditadura que estamos vivendo. 

É importante destacarmos que esse ato contra a jogadora se trata de perseguição política e censura. O que mais uma vez comprova a ditadura que o Brasil vem passando e que tem se aprofundado com governo bolsonarista. 

O esporte, assim como outros setores da sociedade está em constante disputa política e deve sim ser utilizado para esse tipo de manifestação que coloca as pautas e anseios do povo. Todo apoio a atleta Carol Solberg e a todos os atletas que se colocam na luta em favor de seu povo. Fora Bolsonaro! Fora todos os golpistas do governo, fora todos os golpistas do esporte.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas