Juíza carcereira nega mais visitas a Lula

Juizeca

A juíza federal Carolina Lebbos, que já impediu várias visitas ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, negou nesta segunda-feira (30), mais um pedido de visita. Agora foram dirigentes sindicais – entre eles, Vagner Freitas, presidente da CUT – que foram impedidos de ir ao encontro de Lula.

Trata-se, obviamente, de um método de tortura: o ex-presidente, como preso político que é, está colocado em total isolamento.  É preciso denunciar que isso é um ataque covarde aos direitos democráticos, não apenas de Lula, mas de toda a população.

Mais do que denunciar, é preciso mobilizar a população contra esse ataque, exigindo a libertação de Lula e de todos os presos políticos para colocar o Judiciário, bem como todo o regime golpista, em xeque, pois, se os juízes não respeitam as leis o povo não tem o dever de respeitá-lo]as.