Porto Seguro (BA)
Juiz Fernado Paropat depois de mandar despejar as famílias do Projeto Mangabeira, agora quer jogar na rua as 250 famílias da ocupação ‘Moradia para Todos’
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
2020-06-17 imagem do dia despejo sp
250 famílias vão ser jogadas nas ruas | Imagem: arquivo DCO

O Juiz Fernando Paropat da 2° Vara Cível de Porto Seguro concedeu nova ordem de despejo para as famílias que vivem na ocupação no bairro Parque Ecológico, denominada “Moradia para Todos”, em Porto Seguro, município do Extremo Sul da Bahia.

Fernando Paropat já havia emitido ordem de despejo de 200 famílias do pré-assentamento Projeto Mangabeira ignorando todos os documentos que comprovam que a área é devoluta e que os supostos donos que pediram a reintegração de posse eram de famílias de grileiros da região. Agora, o juiz quer despejar mais famílias na mesma situação.

A ocupação Moradia Para Todos foi iniciada em 2012 e que hoje conta com cerca de 250 famílias que vivem e tiram seu sustento da área. Esse é mais um ataque da direita contra os trabalhadores no meio da pandemia de coronavírus.

A autorização de despejo já se encontra no Comando do Batalhão da Polícia Militar da cidade e pronta para ser executada e jogar 250 famílias nas ruas de Porto Seguro.

Denunciamos que a intenção da direita, formada por autoridades da região, grileiros de terra e da especulação imobiliária estão numa grande ofensiva contra a população trabalhadora da cidade e que devem ser impedidas pela mobilização popular.

Qualquer despejo que ocorra na cidade é uma vitória dessa corja e representa que vão avançar contra outras ocupações. Assim como foi realizado no Projeto Mangabeira é necessário impedir na maneira que for necessária o despejo dessas famílias.

As organizações de esquerda, sindicatos, partidos políticos devem dar total apoio para a luta, não apenas em lives ou aparecendo para falar ao microfone no dia do ato, mas colocar seus militantes e recursos para apoiar as famílias. Seguindo o exemplo que foi feito no Projeto Mangabeira onde PT, PCO, CUT, MST e CECAF se unificaram para impedir o despejo.

É preciso uma grande campanha para denunciar mais esse crime cometido contra a população de Porto Seguro.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas