Judiciário fascista: juiz estimula agressões contra a senadora Gleisi Hoffmann

fotodco26.04

Recente publicação do site contextolivre.com.br reproduz declaração do juiz Afonso Henrique Castrioto Botelho, da 2ª Vara Criminal de Petrópolis, emitida em seu facebook, em que o juiz estimula abertamente agressões físicas à presidenta do PT, senadora Gleisi Hoffmann, por parte da escória fascista e covarde sustentada pelas fundações da extrema-direita e do imperialismo norte-americano.

“Essa senhora, ao badalar os sinetes da absurdidade, arrisca o seu mandato e sua liberdade, pois, se chegar a ser julgada pela fanfarra, poderá ser condenado a longas penas, em reclusão.. Agora, de outro lado, se algum brasileiro indignado lhe der uma cusparada no meio na fuça, um chute no abundante traseiro, ou uma bela bolacha na ‘chocolateira’, num desses aeroportos da vida, responderá no máximo por injúria real ou lesão corporal leve. Em outras acalentadas palavras, pagará uma cesta básica…”

A questão é que esse juizeco de província também faz parte dessa escória fascista. Aliás, chama a atenção a quantidade de pessoas bestiais que estão à frente das diferentes instâncias do judiciário brasileiro. Que são indivíduos absolutamente desprovidos de cérebro, declarações como a do Sr. Botelho não deixam dúvidas. Porém, o que deve levantar suspeitas é sobre a lisura dos concursos e dos critérios, que levaram elementos de tão baixa categoria a assumirem cargos de tal relevância no Judiciário. Em tempos de golpe, não podemos duvidar por um único momento dos propósitos e dos métodos empregados pelas engrenagens golpistas.

Sem dúvida que o poder Judiciário tem sido até o momento um elemento chave no golpe de Estado. A começar por sua instância superior, o Supremo Tribunal Federal, que a muito vem legislando em substituição ao poder Legislativo, revendo a Constituição de acordo com os interesses dos golpistas, ao ponto de desconhecer uma cláusula Pétrea da Constituição Federal, fato que sequer o poder Legislativo poderia alterar, mas apenas um novo processo constituinte.

A senha foi dada pela instância máxima. A partir daí o festival de arbitrariedades se entranhou por todo o corpo do poder. Juízes soltam e mandam prender, torturam, chantageiam, corrompem e são corrompidos e o povo brasileiro atônito ver a cada momento novas medidas de exceção sendo colocadas em prática.

O sr. Botelho, acima citado, no auge da impunidade que garante todo tipo de arbitrariedades pelos juízes, no auto da sua ignorância, fez coro com o setor da classe média idiotizada pela propaganda da direita e seus meios de comunicação, porque a senadora Gleisi concedeu uma entrevista para o canal de televisão árabe Al Jazeera. Alardearam aos borbotões que a senadora “quer trazer o Estado Islâmico para o Brasil!”. Como dizia o Batman para o Robin em um antigo seriado de TV: “Santa ignorância menino Robin!”.

De fato a ignorância graça nessas paragens, mas ela atende um propósito. Juízes e ministros estão à soldo do golpe. São instrumentos da destruição do país em favor do imperialismo norte-americano, por isso querem destruir a esquerda. Estão fazendo com a direção do PT o que já fazem com a população carcerária do país. Lula é o exemplo maior desse verdadeiro estado de exceção que está se impondo no país.

Chegará o tempo em que esses vendilhões do Brasil ajustarão as contas com a população brasileira e que essa população seja tão implacável com eles como é a prática cotidiana deles com relação à população.