Judiciário bolsonarista: Lava Jato quer aumentar pena de Lula

IMAGEM_NOTICIA_3

Da redação – A força-tarefa da Lava Jato no Ministério Público Federal (MPF) quer aumentar a pena do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pelo caso do sítio de Atibaia. Condenado duas vezes sem provas, Lula é preso político da direita golpista há 368 dias. A Lava Jato entrou com uma apelação que será julgada pelo Tribunal Regional Federal da 4ª região (TRF-4). Mesmo tribunal que já confirmou a condenação sem provas dada por Moro, referente ao caso do apartamento no Guarujá.

A sentença da juíza Gabriela Hardt, que a Lava Jato quer aumentar ainda mais, foi de 12 anos e 11 meses. Lula tem 73 anos, os direitistas no Judiciário não acham suficiente que ele fique preso até os 85. Isso é a direita golpista.

O problema, no entanto, não resume à crueldade dessa direita que ocupa o Judiciário e persegue Lula por motivos políticos. A liberdade de Lula ameaça toda a política da direita, que implantar um, programa neoliberal contra os milhões de trabalhadores brasileiros. Lula aparece como uma alternativa a esse programa, uma força que pode aglutinar diversos setores no polo oposto ao do governo golpista. Por isso é uma ameaça à estabilidade do regime político que a direita está tentando construir depois do golpe de 2016.