Reflexo da destruição das leis trabalhistas: jovem de 28 anos morre eletrocutado em obra

seguranca

Da redação – Ninguém mais consegue dizer que o golpe de 2016 foi uma mera operação para tirar os “corruptos” do governo. Com uma impopularidade recordista, o governo golpista já mostrou muito bem a que veio, adotando uma série de medidas para massacrar os trabalhadores. Incontestavelmente, um dos principais ataques do governo golpista aos trabalhadores foi a chamada “Reforma” Trabalhista.

A “Reforma” Trabalhista, obviamente, não tem nada de progressista. Trata-se, na verdade, de uma expressão do apodrecimento do Regime Político – é um completo desmonte de aspectos fundamentais do trabalho assalariado e uma ponte para a escravidão. Em outras palavras, a “Reforma Trabalhista” é uma medida que permite que os capitalistas descontem a crise irrecuperável do capitalismo nas costas do trabalhador, que está sendo obrigado a assistir seus direitos sendo destruídos.

Em meio a essa série de ataques dos patrões aos direitos trabalhistas, um acontecimento recente em Itajaí, em Santa Catarina, mostrou claramente o que aguarda os trabalhadores. No último dia 26, um operário de 25 anos morreu eletrocutado enquanto trabalhava em uma construção. Mesmo tendo sido socorrido, o operário não resistiu à enorme descarga elétrica.

É exatamente disso que se trata as investidas dos golpistas contra os trabalhadores. No que depender da direita, os trabalhadores irão dobrar sua jornada de trabalho, serão proibidos de ir ao banheiro e se alimentar durante o dia e serão expostos diariamente a situações de insalubridade e periculosidade. Por isso, é necessário que os trabalhadores se levantem contra o governo golpista e ponha abaixo todos os capachos da burguesia.