Criminosos de guerra
Fato é que a destruição da cidade abala o grupo armado, Hezbollah, que luta em todo Oriente Médio contra o terrorismo de Israel a mando dos EUA.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Explosão-em-Beirute (1)
Explosão em Beirute | Foto: reprodução

O jornalista israelense Richard Silverstein, do blog Tikun Olam, publicou matéria nesta terça-feira (4) onde afirma que Israel é responsável pelo ataque criminoso em Beirute (Líbano), pela morte de 150 pessoas inocentes, ferimento de dezenas de milhares e a destruição econômica da capital.

O jornalista, que pública também no The Guardian, denunciou que a intenção de Israel era atacar um suposto depósito de armas do Hezbollah no porto. A fonte da informação seria uma figura israelense e confidencial.

Estranho, é que, para dizer o mínimo, assim mesmo como o jornalista disse, a “inteligência” israelense não se importou se havia ali 2.700 toneladas de nitrato de amônio altamente explosivo. Será que uma força internacional de inteligência, não  sabia da existência de um depósito cheio desses produtos bem ao lado do tal “deposito de armas do Hezbollah”. Tudo muito conveniente.

Fato é que a destruição da cidade abala o grupo armado que luta em todo Oriente Médio contra o terrorismo de Israel a mando dos EUA. Mais uma vez estamos vendo claramente quem são os terroristas que matam crianças, atiram mísseis em hospitais, e já são denunciados à décadas pelo massacre na Faixa de Gaza: esse é Israel.

 

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas