Imprensa golpista
Mais uma imprensa golpista, que tenta passar através de um curso sobre “democracia” um verniz em uma madeira podre, para se mostrar como democrática
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
BARRACAO-GAZETA
O presidente do GRPCOM Guilherme Cunha Pereira anuncia as mudanças, 2017. Imagem ilustrativa | Foto: Jonathan Campos

Nesta segunda-feira (5), mais um jornal ultra reacionário, burguês e direitista, que apoio o golpe de Estado contra Dilma, a prisão fraudulenta e ilegal do ex-presidente Lula, por incrível que pareça, irá proporcionar aos seu leitores um curso sobre “democracia”. Assim como Folha de S. Paulo, agora a Gazeta do Povo tenta se reciclar como um jornal democrata. A Gazeta é uma empresa que faz todos os dias campanha para a direita contra os trabalhadores.

O jornal curitibano que sempre foi conservador e de direita contra a população pobre e negra em prol da burguesia, com a ascensão do fascismo e da extrema direita no País não poupou tempo e logo se aliou ao bolsonarismo. Os ataques por parte do jornal à esquerda e movimentos sociais são vários e variados. No final de 2017 a Gazeta do Povo colocou no ar uma ferramenta chamada “Monitor de Doutrinação” onde a imprensa incentivava seus leitores a enviarem vídeos onde professores estariam supostamente doutrinando seus alunos, à esquerda, é claro.

O cidadão que ministrará o curso sobre “democracia” anunciado pela Gazeta do Povo é um de seus colunistas, o filosofo Francisco Razzo, que é autor de livros como, “Contra o Aborto” e “A Imaginação Totalitária” pelos títulos já se percebe o que está em jogo e de que o sujeito é um conservador. No primeiro temos uma defesa contra o aborto no Brasil e no mundo, no segundo o autor se opõe aos “extremismo” que para ele se dão no campo tanto da direita quanto da esquerda.

Além disso, Francisco Razzo em matéria muita elucidativa a seu respeito “Porque me arrependo de ter votado em Bolsonaro” que foi publicada na Gazeta do Povo, o filosofo mostra o porque não ia votar na esquerda em 2018, ele ataca o PT e o Lula chamando o partido de “quadrilha dominado por criminosos”. Disse que votar no PT seria “corroborar com a narrativa de que foi um golpe”.

No texto ele não explica exatamente porque mudou de opinião quando “flertou com o projeto e apertou 17” e nem se declara contra o golpe de Estado de 2016, muito menos se desculpa pelas calúnias e mentiras contadas e reproduzidas sobre o Partido dos Trabalhadores. Razzo também tem bastante afinidade com membros do MBL, para quem já deu duas entrevistas muito afetuosas, que é um grupelho fascista famoso pelos seus ataques à esquerda, movimentos sociais e principalmente a Dilma o Lula e ao PT.

Assim como a Folha de S. Paulo, a Gazeta do Povo – que nada tem de povo – que são duas imprensas golpistas, flertam com o fascismo a apoiam descaradamente o neoliberalismo e não esconde que trabalha diretamente contra a população a favor dos capitalistas, e que nada tem de democrática. Muito pelo contrário, essa tentativa de passar um verniz em uma madeira podre, engana apenas incautos ou aqueles que se desejam ser enganados.

Nas últimas manifestações contra o governo fascista de Bolsonaro, a imprensa de Curitiba correu para atacar os movimentos antifascistas, e defendeu a repressão estatal contra as organizações que se declararam contra a extrema direita criminosa e assassina que tomou de assalto o poder no país. No artigo publicado, “A longa história de violência dos antifas“ o jornal tenta de toda forma criminalizar os grupos e o autor ressalta que a lei antiterrorista brasileira não é suficiente para combater o movimento antifascista no país.

Diante disso, tentar se passar por democrática, essa imprensa burguesa, mente, manipula e desinforma mais uma vez.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas