Capitalismo em chamas
Saiba como adquirir a nova edição do Jornal Causa Operária, que trará a entrevista com a candidata do PCO em BH, Marília Garcia.
Captura de tela 2020-09-19 193408 (1)
Confira a nova edição | DCO
Captura de tela 2020-09-19 193408 (1)
Confira a nova edição | DCO

Nesta semana circula em todo Brasil a edição nº 1.127 do Jornal Causa Operária, tratando justamente do assunto do momento: a fome que se espalha pelo Brasil.

Em uma reportagem especial, o JCO faz um balanço da real situação catastrófica enfrentada pela população brasileira. Com o aumento de 20% da cesta básica, e mais de 50 milhões em insegurança alimentar, 10,3 milhões de pessoas no Brasil não sabem se terão comida na mesa no dia seguinte, segundo o IBGE.

Outra matéria de destaque está na página A8, a entrevista com a candidata  Marilia Garcia, candidata a prefeita em uma das mais importantes cidades do países, Belo Horizonte.

Na entrevista, Marília fala a respeito da luta da juventude e do caráter democrático do partido que está organizando nomes do setor em todo país, dando voz e espaço para suas ações.

Outro ponto discutido na entrevista foi o problema do EAD, a volta às aulas e a pandemia. A entrevista dá sequência a série organizada pelo jornal que visa entrevistar os candidatos do Partido para estas eleições de 2020. Na edição anterior, outro jovem candidato, Henrique Simonard, candidato à prefeitura do Rio de Janeiro, foi também entrevistado.

Contando como de costume com sua série histórica no caderno B, o golpe militar no Chile vem acompanhado com um balanço do que ocorre até os dias de hoje, graças a intervenção imperialista no continente.

Além disso, a edição ainda conta com um especial de cultura sobre o surrealista Man Ray.

Lula e as eleições de 2022, são também temas de destaque do maior e mais regular jornal da esquerda brasileira, assim como o problema do stalinismo, que retomou a sua discussão no meio político, principalmente brasileiro.

Para adquirir o Jornal Causa Operária, que está há 40 anos nas ruas do Brasil, você pode entrar em contato com as páginas locais do partido, procurar nossas sedes, como também, contatar o militante mais próximo.

Relacionadas
Send this to a friend