Politico do imperialismo
Em entrevista o candidato democrata dos EUA, deixa claro sua posição em relação aos golpes imperialistas nos países atrasados
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
biden
Joe Biden, candidato à presidência nos Estados Unidos pelo Democratas | Foto: Reprodução

Em entrevista a uma rede filiada a NBC na Flórida na quarta-feira (2), o candidato à presidência dos Estados Unidos pelo Partido Democrata, Joe Biden, mais uma vez mostra ser um candidato oficial do imperialismo disposto a apoiar as politicas criminosas, golpistas e de destruição da soberania que tem atacado por séculos os países atrasados em todo mundo especialmente na América Latina.

Mostrando toda sua virulência em certo trecho da entrevista Joe Biden critica o “fracasso” de Donald Trump na intervenção americana em países como a Venezuela.

Segundo Biden,

“Foi um fracasso abjeto desde que ele [Trump] chegou ao poder. Nicolás Maduro ficou mais forte, as pessoas na Venezuela vivem pior, em uma das mais graves crises humanitárias do mundo. O país não está mais perto de eleições livres”.

Além de atacar o governo de Nícolas Maduro, o candidato democrata também afirmou que países como Cuba, China e Rússia contribuem para o impasse politico na Venezuela, o que mostra sua ideologia anti-comunista e reacionária, vista em discursos atravessados da extrema direita. Biden também acusou as eleições venezuelanas de serem manipuladas e se mostra suscetível a tentar interferir no processo eleitoral venezuelano que terá eleições parlamentares em 6 de dezembro, três dias após a eleições presidenciais dos EUA.

O ex-vice presidente de Barack Obama, que faz demagogia com parte da esquerda tentando se passar por um político a favor dos negros, das mulheres e dos imigrantes, mostra cada dia mais sua verdadeira face de politico da burguesia, e que sua luta contra o fascismo não é real, pois quem se coloca ao lado do imperialismo é quem apoia a o avanço da extrema direita em todo o mundo e é mais um fascista.

Biden é favor de que os Estados Unidos continue sua politica genocida de levar “democracia” através de golpes e crimes contra a população em países atrasados, seja através das instituições ou por meios militares. E é essa a pauta que deverá ser continuada caso chegue a ser o presidente americano.

Há esquerdistas que chegam a acreditar na ilusão de que Biden seria o grande “herói” americano lutando contra a extrema direita representada no país por Donald Trump, o que não passa de uma grande ilusão. No Brasil por exemplo, setores da esquerda pequeno burguesa chegaram a dizer que deveríamos seguir o exemplo americano em uma grande aliança dos setores ditos democráticos contra o fascismo.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas