Joaquim Barbosa: o candidato da direita golpista, inimiga dos negros

joaquimbarbosa3

O ex-ministro do STF, Joaquim Barbosa, filiou-se ao PSB (Partido Socialista Brasileiro) e aparece como um possível candidato à eleição presidencial, caso esta ocorra.

O PSB, bem como a possível candidatura de Joaquim Barbosa são um engodo da burguesia golpista. Um candidato e um partido de direita mal disfarçados de esquerda moderada.

O PSB é um partido que compõe o bloco golpista que domina o regime político hoje, inclusive tendo votado majoritariamente em favor do processo fraudulento de impeachment, ou seja, participando ativamente do golpe de  Estado. Logicamente, que o socialista que esta no nome do partido é apenas uma manobra cínica de setores da burguesia para tentar aproveitar-se do prestígio, junto a classe operária e as massas, que têm a luta pelo socialismo e a luta revolucionária no mundo, feito este que obviamente não lograram êxito.

De outro lado, o possível candidato Joaquim Barbosa, que ficou conhecido por ter sido um dos principais líderes do aberrante  “julgamento” do mensalão em meados de 2012, não é  menos farsesco que o socialismo do PSB. Barbosa cumpriu o mesmo papel, na época do mensalão, que cumpri hoje o golpista Sérgio Moro, as arbitrariedades jurídicas deste, não são menos absurdas e ilegais que as daquele. O ministro aposentados foi quem deu as bases para que o judiciário levasse adiante uma monstruosa perseguição ao PT e a esquerda, quando condenou a prisão sem provas dirigentes daquele partido. 

Barbosa é apontado, por um setor da burguesia, como o possível candidato da reconciliação social, uma vez que abrigaria ele em seu interior o “melhor dos dois mundos”, ou seja, um liberal na economia e lutador contra a corrupção em sua maior parte, bem como tolerante em relação às políticas sociais,em alguma medida. Esse é o mote principal.

Outro questão que se destaca na possível candidatura de Barbosa e o fato de ser ele negro, o que daria um ar de “representatividade” na expressão corrente em certos meios, o que, sem duvida, constitui mais um elemento para manipulação pela burguesia, uma vez que Barbosa nada tem a ver com a defesa dos interesses da população de negra e suas organizações de luta, mas são a expressão do “negro pai João” que busca garantir seu “espaço” apoiando a política racista e reacionária da burguesia “nacional” e do imperialismo racistas.

Esse é o quadro que um setor a da burguesia procura criar em relação a essa possível candidatura, que tem uma função bastante determinada na também possível eleição. Barbosa não é o candidato preferencial da burguesia e tem – por hora – um papel secundário na eleição, caso essa ocorra, que é confundir o panorama e tentar atrair votos da esquerda.

Não nos enganemos com farsa tão grotesca, Barbosa e seu partido servem aos desígnios do golpe de Estado, a política econômica do golpe,  de privatização, de ataque às condições de vida da população, de ataque aos direitos democráticos do povo – coisa que aliás Barbosa é especialista, como condenar sem provas, baseado apenas em suposições,  a prisão em segunda instância, crime autorizado pelo STF e que Barbosa sempre se posicionou a favor, dentre diversas outras coisas – são partes integrantes do programa liberal do ex-ministro da  suprema corte que rasga todos os dias uma nova página da Constituição.

 Sobre os programa sociais? quem for ingênuo o bastante para acreditar que este sujeito comprado pela burguesia defenderia algum programa social que acredite.

Sobre o fato de ser negro, é mais uma farsa, Joaquim Barbosa fez parte da mais alta corte de uma das instituições mais racistas da República, sem nunca naturalmente defender o negro e nem levantar a questão.  Como defensor da “meritocracia”, uma teoria que serve para defender o poder da burguesia e a opressão do povo negro, é um inimigo da causa da emancipação do povo negreo.

A esse respeito esclarece um trecho  o poema de Solano Trindade:

“Negros  senhores na América

A serviço do capital

Não são meus  irmãos”

O fato de ser negro não representa nem um milímetro de avanço para a luta do povo negro no Brasil, pelo contrário, o seu programa e a sua política são os mesmos da direita racista e golpista. A possível candidatura de Barbosa é uma fraude completa, um partido socialista no nome, mas que é de direita de fato e um candidato negro, mas que serve a burguesia branca que oprime os negros.