Sob pressão dos trabalhadores
Na últimas semana, trabalhadores bolivianos ameaçaram sair às ruas em protesto caso a presidente ilegítima não convocasse as eleições
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
anez
Presidente ilegítima da Bolívia, Jeanine Añez | Foto: Carlos Garcia Rawlins/Reuters

A golpista Jeanine Añez, colocada na Presidência do Estado Plurinacional da Bolívia pelo imperialismo após um golpe militar, publicou nessa segunda-feira (22) uma lei que prevê a realização de novas eleições em setembro. Nos últimos dias, trabalhadores bolivianos, como os mineiros e os representantes da Central Obrera Boliviana (COB), pressionaram a presidente golpista a convocar as eleições.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas